Macrobiótica

A macrobiótica, tal como outros regimes alimentares que aqui abordamos, não é apenas um tipo de alimentação é um estilo de vida.

"A Macrobiótica é um modo de vida que orienta as escolhas individuais em alimentação, atividade física e estilo de vida.
É um sistema de princípios e práticas que visam o equilíbrio em benefício do corpo, da mente e do planeta. 
A origem da palavra vem do grego antigo — Macro (grande ou longa) e Bios (vida ou forma de vida)."

A palavra macrobiótica já foi utilizada por filósofos gregos como Hipócrates, o pai da medicina, por médicos do séc.XVIII. Na era moderna nos finais do séc. XIX e início do séc. XX um médico do exército Japonês adotou um regime alimentar baseado em cereais vegetais para tratar uma doença renal. Mais tarde fundou a primeira organização de macrobiótica. Para este clínico todos os problemas de saúde advinham de maus hábitos alimentares.

George Osawa deu continuação ao trabalho desenvolvido por esta organização pioneira, trouxe os ensinamentos da macrobiótica para a Europa, mais precisamente França e Bélgica, escreveu livros e levou a prática a várias partes do globo.

Um dos fundamentos da macrobiótica é que a alimentação é reflectida através do enquadramento geográfico e climático, deve adaptar-se aos diferentes climas e habitats. Ou seja, devemos respeitar as estações do ano comendo alimentos da própria estação, e alimentos que sejam típicos da região onde vivemos. A macrobiótica também fundamenta que devemos optar por uma alimentação mais tradicional, com alimentos que façam parte do nosso estilo alimentar à séculos. Tais como, os cereais, os vegetais e as leguminosas, estes foram a base alimentar da espécie humana durante séculos.

A macrobiótica é também influenciada por conceitos tradicionais asiáticos, como a teoria do Yin e do Yang. Que auxiliam na escolha dos alimentos a consumir tendo em conta as necessidades do nosso corpo. Por ser um tema complexo e extenso deixamos um excerto da explicação de Francisco Varatojo, principal influenciador em Portugal na prática da macrobiótica.

“A noção de bipolaridade, ou a teoria de "yin" e "yang" é uma parte essencial deste estilo de vida - a ideia de que todos os fenómenos, alimentos incluídos, têm qualidades energéticas, metafísicas e de que a harmonia relativa é conseguida quando "equilibramos" estes dois pólos, yin e yang, nas nossas vidas.”       
-Francisco Varatojo
 

Na macrobiótica não existe proibição de alimentos, mas têm por base um critério na escolha dos alimentos que visa uma alimentação consciente e responsável. Para perceber melhor a prioridade na escolha dos alimentos a dar preferência deixamos a pirâmide da macrobiótica para que possa conhecer melhor este conceito.

Como pode verificar o consumo de cereais integrais, vegetais e leguminosas é muito maior do que a carne e os ovos, que se encontram em menor percentagem na pirâmide.

Na prática da macrobiótica o objectivo é a saúde e a felicidade, como Francisco Varatojo diz, começa em cada um de nós, e as nossas escolhas e prioridades refletem a nossa vida. A alimentação sem sombra de dúvidas têm um papel importante nas nossas vidas.

Leave a comment

Please note, comments must be approved before they are published