Depressão

A depressão é uma doença de saúde mental comum, que afeta pessoas de ambos os sexos, de todas as idades e descendências. Quase dois terços dos adultos, em algum momento da vida, irão passar por depressão, o bastante para interferir nas suas atividades normais. 

As mulheres são mais propensas do que os homens, a apresentarem um quadro de depressão, em parte devido às alterações hormonais que ocorrem no período pré-menstrual, na menopausa, durante a gravidez ou após o nascimento.

É comum, ocasionalmente, todos nós ficarmos de mau humor, tristes ou irritados, sentimentos como estes passam após alguns dias. Quando um indivíduo tem depressão clínica, estes sintomas/sentimentos podem se tornar crônicos ou recorrentes, interferindo no dia-a-dia. A depressão apresenta sintomas como tristeza, angústia, perda do interesse por atividades agradáveis, ansiedade, irritabilidade, baixa autoestima, perturbação do sono ou do apetite, alteração do peso, cansaço, falta de motivação, concentração ou líbido, dor física e pensamentos suicidas.A DEPRESSÃO É O MAL DO SÉCULO? - Clia Psicologia

A depressão provavelmente resulta de uma combinação de fatores genéticos, bioquímicos, ambientais e psicológicos. Pode ser deflagrada por eventos como luto, doença, problemas de relacionamento, dificuldades financeiras ou períodos de grande stress.

De forma geral, para tratar a depressão são prescritos medicamentos e é aconselhado a realização de sessões de psicoterapia. No entanto, o paciente recusa-se a fazer as sessões terapêuticas, por diversos motivos, e os medicamentos acabam por ser o único meio de tratamento. Muitas vezes, estes medicamentos são prescritos de forma incorreta ou o acompanhamento do paciente não é o necessário. Este tipo de medicação tem muitos efeitos secundários principalmente se o paciente a administrar de forma incorreta, além de que apenas tratam os sintomas e não a raiz do problema.

Acupuntura é Eficaz Para Ansiedade, Depressão e TPMA acupuntura aborda a depressão de uma perspetiva diferente, na maioria dos casos a doença ocorre por acúmulo de emoções ou preocupações, que o indivíduo guarda ao longo da vida. Além de tratar os sintomas da doença a acupuntura vai à raiz do problema. 

Um estudo publicado no Journal of Alternative and Complementary Medicine constatou que a eletroacupuntura, em que uma corrente elétrica leve é transmitida através das agulhas, foi tão efetiva quanto a fluoxetina (nome genérico do Prozac) na minimização dos sintomas da depressão. A ação da acupuntura demonstrou ser mais rápida, promovendo uma diminuição mais drástica dos sintomas em 2 e 4 semanas, em comparação ao observado com a medicação.

Outros estudos indicam que a acupuntura pode ter um efeito positivo sobre a depressão, alterando a bioquímica cerebral do humor, aumentando a produção de serotonina e de endorfinas. E também porque atua noutras vias neuroquímicas, entre as quais aquelas que envolvem a dopamina, noradrenalina e o cortisol.

Se procura um tratamento eficaz, natural e sem efeitos secundários a acupuntura pode ser a sua resposta. E nós temos a nossa terapeuta especializada Ana que pode ajudá-lo nesta etapa. Entre em contato. 

 

Laisser un commentaire

Veuillez noter que les commentaires doivent être approuvés avant d'être publiés